Wednesday, May 9, 2018

A Esperança - Suzanne Collins [Resenha]

May 09, 2018 6 Comments

 

A Esperança


Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.



 Título: A Esperança (Mockingjay)

  Autor: Suzanne Collins

  Editora: Rocco

  Páginas: 424

  Adicione ao Skoob | Compre na Amazon

O Fim dos Jogos

A Esperança é um livro mais parado em comparação aos outros, mas não deixa a desejar. Como disse nos últimos posts sobre esta saga, eu fiquei decepcionada com a tradução logo na capa. O título original é "Mockingjay", que é uma palavra inventada pela autora e foi traduzida para "Tordo" em português. Porém, a tradução do título ficou "A Esperança". Claro que entendemos o porquê do título "A Esperança", mas talvez a tradução "O Tordo" fosse mais agradável aos fãs.

Katniss foi resgatada da última edição dos Jogos e levada para o distrito 13 onde é reunida com sua família. Todos os habitantes do distrito 13 a vêem como um símbolo contra a capital, e querem que ela lidere a revolução tornando-se O Tordo. Primeiramente, Katniss recusa-se. Porém, ao descobrir que os outros vitoriosos sobreviventes ao massacre estão sob o poder da capital, ela aceita transformar-se no símbolo da revolução para salvá-los, mas a que preço?

A Esperança foi meu livro favorito da saga, nele conhecemos melhor o personagem de Gale e sua obsessão em derrubar a capital não importa o preço. Pela primeira vez andamos pelas ruas da capital e sabemos mais sobre seus habitantes. Neste livro é introduzida uma nova personagem, a Presidente Coin, presidente do distrito 13. Todos os distritos possuem prefeitos, mas Coin usa o título de presidente, com isso conseguimos ter uma ideia de qual seu objetivo com a revolução, tornar-se a nova presidente de Panem.

O livro acaba guardando as cenas de ação para mais tarde e focando na vida de Katniss no Distrito 13. A personagem, como sempre, mostra muito o seu lado humano e simples. Collins me impressionou muito com esta saga e mal posso esperar por mais livros dela.

Wednesday, May 2, 2018

Em Chamas - Suzanne Collins [Resenha]

May 02, 2018 4 Comments


Em Chamas

Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss e Peeta nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações nos distritos dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado.



  Título: Em Chamas (Catching Fire)

  Autor: Suzanne Collins

  Editora: Rocco

  Páginas: 416

Adicione no Skoob | Compre na Amazon

A Garota em Chamas

Já falei aqui o quanto amei a saga Jogos Vorazes, é inteligente e você simplesmente não consegue parar de ler! Em Chamas consertou um dos "erros" de tradução que mais me incomodou durante a leitura do primeiro livro, "garota quente" foi substituído por "garota em chamas". Como falei anteriormente na resenha de Jogos Vorazes, diversas coisas na tradução me incomodaram durante a leitura. Porém nada me incomodou mais do que Katniss ser chamada de "a garota quente". O fato disso ter sido corrigido no segundo livro foi um grande alívio para minha mente.

No livro Em Chamas, Katniss descobre que sua atitude durante sua estada nos Jogos Vorazes gerou rebeliões nos outros distritos e que seu simbolo, o Tordo, está sendo associado aos rebeldes. Além disso, Katniss recebe uma visita especial do Presidente de Panem, Snow. O Presidente não está nem um pouco convencido de seu amor incondicional por Peeta. Snow é um daqueles personagens que amamos odiar, manipulador e insensível, um personagem que faz tudo para conseguir o que quer. Além disso, ele é um político de sangue frio que faz tudo para continuar no poder.

Quando os Jogos foram criados, foi estabelecido que a cada 25 anos haveria uma edição especial dos Jogos Vorazes, o Massacre Quaternário. Portanto, cada Massacre teria suas regras de escolha de tributos. Este ano a regra para o Massacre é que os tributos sejam escolhidos apenas entre os vencedores de cada distrito. Como Katniss é a única mulher vencedora do distrito doze, é inevitável que ela seja escolhida. Peeta voluntaria-se para ir novamente com ela aos jogos, e eles devem continuar seu falso romance para continuarem vivos.

Katniss está 100% mais madura neste segundo livro. Após tudo que ela e Peeta passaram durante os Jogos Vorazes, poderiamos imaginas que ela carregaria muitos traumas. Entretanto, Katniss faz questão de levar sua vida como antes, mesmo vivendo na aldeia dos campeões e tendo rios de dinheiro, ela quer esquecer seus medos e traumas referentes aos jogos.

Os jogos demoram um pouco para começar no segundo livro, pois conhecemos um pouco mais sobre a vida de Katniss como uma vencedora dos Jogos e seu relacionamento com Gale. O Massacre Quaternário não deixa a desejar, momentos muito tensos em que você simplesmente não consegue parar de devorar o livro. E vocês, já leram?